sábado, 4 de fevereiro de 2017





nosso amor
foi pigarro
que carreguei comigo
entalado na garganta
não conseguia engolir, nem refutar
quando pensava que tinha me livrado
que tinha descido
percebia que ele ainda estava em mim
me falhava a voz
me coçava por dentro

um certo dia
ele desceu
amargo e necessário
abrindo espaço
para novos pigarros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário