terça-feira, 3 de junho de 2014

até que a morte 
os separe
disse o padre

morreu o desejo
a saudade e o tesão 

o respeito agonizou
mas não aguentou os ferimentos
morreu a caminho do hospital

o amor foi forte
mas também se foi
se foi lentamente 
dia após dia
mas também morria

só a gente ainda vivia
em coma induzido
pelas correrias do dia-a-dia

ah se o padre soubesse
aposto que teria dito

até que a vida 
os separe.

2 comentários:

  1. Pesado mas verdadeiro. Gosto muito dos teus poemas Kaio Bruno ^^

    ResponderExcluir
  2. Admiro muito sua poesia e, principalmente, sua criatividade.

    ResponderExcluir