segunda-feira, 21 de agosto de 2017





eu queria que a sua existência não me afetasse,
mas não consigo. quase tudo o que você faz
me desloca de mim mesmo. me sinto uma criança
engatinhando no meio de um furacão. eu que costumo 
ser tão forte e independente, em muitas situação me vejo
afligido pelo jeito que você não me olha, por tudo que não 
me diz, por não se importar comigo. queria que não,
mas você me desestabiliza, cada vez menos, mas ainda assim
você mexe com a minha paz. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário