segunda-feira, 9 de janeiro de 2017












estou com uma dor nas costas, que sinceramente não sei explicar, não sou 
dos mais jovens, mas também não tenho idade pra uma dor assim, já faz 
alguns dias, e não passa. as vezes parece que a dor flui das costas para a 
caixa torácica e se estende ao peito, entre os pulmões. sinto que o ar que 
inalo não cabe mais em mim. o vento parece carregar em si o peso das 
instabilidades e angustias da vida que me cerca, respirar está acabando 
comigo, me tornei um fumante passivo dos problemas do mundo. parece 
que estou morrendo, mas nunca morro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário