terça-feira, 12 de fevereiro de 2013


seu eu morresse hoje
meu atestado de órbita
apontaria a causa da morte
- foi um poema bomba, explicaria;
ele tentou desarmar
mas explodiu próximo ao rosto
sem chance, não resistiu aos ferimentos
poema quando explode na cara do dono
é morte na certa ou sequela das piores
nesses casos é melhor morrer 
do que ser um poeta sequelado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário