segunda-feira, 17 de setembro de 2012


o que farei da vida
não me tornei advogado, engenheiro ou médico
como queria o meu pai
nem recebo o mínimo salário

só tenho vocação 
para coisas inúteis
alimentar pombos em praças públicas
contar carros brancos que passam na rua
cantar  na hora do banho
fazer verso de tudo

pra falar a verdade
não tenho nem condição para ter vocação.

Um comentário: